Páginas

Resenha: Peter Pan

“- Veja, Wendy, quando o primeiro bebê riu pela primeira vez, sua risada se rompeu em mil pedaços que saíram por aí aos saltos, e essa foi a origem das fadas. E, assim – continuou ele afavelmente -, deveria haver uma fada para cada menino e cada menina.
- Deveria? E não há?
- Não. Os meninos de hoje em dia sabem tantas coisas que logo param de acreditar em fadas e, cada vez que uma criança diz “Não acredito em fadas”, uma fada morre.”

Autor: J.M. Barrie
N° de Páginas: 256
Editora: Martin Claret 
Nota:




Sinopse: A obra retrata o encontro do menino que não queria crescer com os três filhos da família Darling. Os quatro embarcam em uma aventura inesquecível que começa no céu de Londres e os leva à Terra do Nunca. Ali, encontrarão outros personagens, como o Capitão Gancho, o crocodilo, as sereias e os índios.


Opinião: Antes de tudo, quero começar essa resenha dizendo que a edição da Editora Martin Claret está simplesmente maravilhosa, de encher os olhos de qualquer leitor. Edição em capa dura com inúmeras ilustrações em cada começo de capítulo e que ainda conta com um apêndice super completo, perfeito para quem precisa fazer um trabalho ou quer conhecer um pouquinho mais desse universo. Uma edição digna de colecionador!
Bom, confesso para vocês que Peter Pan nunca foi um personagem que me encantou, também não entendia o motivo até ler o livro: eu achava que conhecia a Terra do Nunca e suas aventuras, mas estava enganada, conhecia apenas superficialmente a história de Peter Pan, e com a obra, pude adentrar em um universo cheio de experiências únicas. Foi uma leitura prazerosa.
A obra de J.M. Barrie se tornou uma das minhas favoritas, um clássico que tive a oportunidade de ler. O livro ganhou cinco nuvens não só pela história ser fantástica com personagens e cenários cativantes, mas por ter uma diagramação super confortável, por ter parágrafos que não são longos, pela série de ilustrações que ajudam o leitor a se conectar melhor com o que está acontecendo na história naquele momento e pela leitura fluir tão rápido que me surpreendeu. Tive a impressão que o autor escreveu o livro inteiramente para o público infantil, para que os pequenos conseguissem aproveitar uma boa história compreendendo-a 100%, achei isso um máximo.
Peter Pan é um livro de fantasia onde seu enredo se passa na Terra do Nunca e esse lugar me remeteu diretamente para a minha infância, já que brinca com a imaginação a todo instante. O tema “infância” é muito discutido na obra, com o medo do Peter de crescer e a vontade imensa de permanecer criança para sempre e nunca perder sua liberdade. – Esse livro me arrancou suspiros do início ao fim, se você ainda não leu, dê uma chance ao menino que não cresce, mas não se esqueça de deixar a sua janela aberta para a magia poder entrar!


“Coisas estranhas acontecem com todos nós em nosso caminho pela vida de uma forma que faz com que levemos algum tempo para perceber que elas aconteceram.”

Postar um comentário