Páginas

Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas

“É possível saber muito sobre uma pessoa analisando o que ela idolatra.”

Autora: Clare Vanderpool
Páginas: 288
Editora: DarkSide Books
Nota: 



Sinopse:

Em Algum Lugar nas Estrelas é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... Bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine. O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra.



Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam para casa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz. 


Opinião:

Em Algum Lugar nas Estrelas é o tipo de livro que te inspira a cada página, acho que nem preciso dizer que se tornou um dos meus favoritos do ano.
Os personagens são cativantes, a leitura é confortável: tamanho dos capítulos, diagramação do livro, ilustrações e sem falar dessa capa que é a coisa mais linda.
O que mais gostei na história, foi o jeito que a autora administrou os personagens, pois, além do livro ser narrado por uma criança, a visão de mundo é vista pelo leitor sob o olhar dela, ou seja, em nenhum momento é criado um paradigma na história, mesmo tendo um personagem com uma doença, e sem os conhecimentos necessários para reconhece-lá na época, o personagem Jack poderia sim ter tratado Early de uma maneira mais “rotulada”, mas por sorte, a autora decidiu seguir sob o olhar de uma criança e declarou os espasmos do personagem apenas como “um ataque”. O que foi maravilhoso para a construção do livro, pois, sem um “diagnóstico”, Early não foi barrado por limitações, como acontece em muitos outros livros, e pode seguir suas aventuras como um menino que acreditava acima de tudo em seu coração.
Outro ponto que eu amei foi à diagramação do livro, em cada comecinho de capítulo, o leitor encontra uma constelação diferente. Como sou apaixonada por astronomia, adorei poder me inteirar mais desse universo e ter em mãos a constelação de aquário, a qual sempre tive curiosidade de conhecer.


3 comentários:

  1. Também gostei muito do livro e da sensibilidade de Clare ao contar a história sob o ponto de vista de uma criança. Gostei muito de saber mais sobre Early só no fim, e também adorei as ilustrações. Essa edição está demais! Parabéns pela resenha.. Me identifiquei com várias coisas que vc escreveu!! Mais um livro lindo da DarkSide. ❤️ Beijossss!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Esse livro está na minha lista de desejados <3
    Essa capa, a diagramação (dei uma folheada no livro na livraria, minha mania kkk') e a sinopse da história me chamaram muito a atenção.
    Adorei sua resenha!
    Beijo,beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Esse livro está na minha lista de desejados <3
    Essa capa, a diagramação (dei uma folheada no livro na livraria, minha mania kkk') e a sinopse da história me chamaram muito a atenção.
    Adorei sua resenha!
    Beijo,beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir